Movimento VIVE (e preciso de ti) |
Sacha Matias (Criador Dr. Performance<br>e Método Dr Performance 15 Minutos)

Sacha Matias (Criador Dr. Performance
e Método Dr Performance 15 Minutos)

Professor, formador, adoro ajudar as pessoas a manterem-se saudáveis.
Entusiasta pela família, pessoas e desporto.

"Gostava de te ajudar a chegar a mais pessoas Sacha, como posso fazer?"
Obrigado por isso.
Podes Partilhar com mais Pessoas
(carrega num dos ícones)
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Movimento VIVE (e preciso de ti)

Movimento VIVE, por Sacha Matias
A resposta é aderires ao Movimento VIVE…

O Movimento VIVE surge como uma necessidade de apoiar, educar, trazer inovação, valorização e despertar a capacidade de empreender (leia-se solucionar) nesta crise global que se chama COVID-19.

Porque surgiu o Movimento VIVE? Desde sempre que trato pessoas na doença (são mais de 18 anos), no entanto, nos 2 últimos anos (desde 2017), foquei-me mais em espalhar saúde física/mental/espiritual, económica e relacional – os 3 pilares que sustentam a vida (e daí ter surgido a marca Dr. Performance by SME™).

Passei “in loco” pela crise da gripe A (nada comparável com esta) e liderei equipas nessa mesma crise, sobrevivi à grave crise económica de 2009 (óbvio que tu também, não estivesses agora a ler), tratei milhares de pessoas com resultados francamente positivos, mas nunca tinha feito nada assim como fiz há poucos dias (mais precisamente no dia 17/03/2020).

Como te disse, desde 2017 (altura que abri a empresa), foquei-me mais em saúde e, como qualquer start-up, passava uma grande parte do tempo em modo estratégico, ou seja, passava 80% do tempo a trabalhar em casa e, 20% do tempo, a colaborar com os meus parceiros e empresas.

No entanto era maçarico nestas andanças, porque sempre tive empregos estáveis, cheguei a ganhar mais de 10.000€ por mês entre emprego e trabalhador por conta-própria (financeiramente estava muito estável) e, no momento que abri a empresa, rapidamente esgotei as minhas finanças (porque passei a trabalhar só para a empresa). E não conhecia esta realidade. E, em 2019, passei para um income próximo do zero. Sei o que é estar em crise literalmente.

Cometi múltiplos erros, fiz investimentos errados, levei à falência as minhas economias pessoais e profissionais, recuperei, fiz um MBA em Gestão e Negócios e, posso-te dizer, que tudo isto me preparou para este momento.

Porquê é que me preparou? Porque esta crise que vamos passar será muito mais que saúde, será global. Pessoas vão perder os empregos (já está a acontecer agora neste momento em todo o país), a economia vai desacelerar muito e, pelo que tenho analisado todos os dias, o que aconteceu em 2009 foi uma mera brincadeira do que nos espera agora.

Mas, apesar disto, há um grande aspeto positivo nesta crise: Cada um de nós (eu, tu, e milhões de pessoas) de repente estão com “muito tempo” disponível. Mesmo aqueles que estão em tele-trabalho na quarentena voluntária (a demanda ainda não é suficiente para o real trabalho: tudo está a parar).

E o porquê disto? Porque, apesar da evolução tecnológica, mais de 90% de empresas a nível mundial (sim, mundial), não estavam preparadas para esta mudança. E quando falo de empresas, falo obviamente de pessoas. Apenas 10% estava realmente preparado, e dentro destes, apenas 1% vai tirar verdadeiros proveitos disto (mesmo assim ainda estamos a falar de aproximadamente 70 milhões de pessoas) – não creio, pela minha experiência, que sejam tantas. Os outros 6 mil milhões+ vão ficar perdidos por um largo período.

E por essa razão lancei o Movimento VIVE. Porque tudo o que errei e aprendi até agora levou-me a este momento. É agora que devo conjugar todos os meus conhecimentos em saúde, negócios, marketing e, mais importante, no relacionamento com pessoas.

E não posso guardar este conhecimento só para mim. Não é justo! E tal como eu, sei que há milhares de pessoas que estão preparadas em apoiar-te neste momento de profunda mudança de como conhecíamos, ate hoje, o mundo.

Então e o que é realmente o Movimento VIVE?

A palavra VIVE é um acrónimo, que quer dizer: Vamos Inovar, Valorizar e Empreender. E vou-te explicar tudo ao longo deste artigo.

Como o vou implementar? Para já através de lives nas midias sociais (Instagram, Facebook e colocado no canal de Youtube), e com ideia em evoluir para apoios e outras situações. Mas para já prevê-se nesta fase inicial os Lives em modo informativo, educativo, em entrevistas com especialistas de várias áreas sociais e humanas (se quiseres fazer parte e apoiar este movimento, entra em contacto comigo por aqui: Whatsapp ou carrega no balão no canto direito desta página). Juntos somos mais fortes.

Mas antes de te explicar tudo, tenho 3 desafios para ti:

  • O 1º digo-o já: Lê o artigo porque sei que vai ajudar milhares de pessoas (já passei por experiências semelhantes à atual);
  • O 2º e 3º vou dizer ao longo do artigo (e vou usar sempre a palavra desafio).

Vou dividir o artigo em 3 partes para explicar melhor o conceito:

Vamos Inovar (Criar impacto no Movimento VIVE)

Valorizar (valorizar competências, a força do Movimento VIVE)

E Empreender (encontrar soluções para mais pessoas, a razão de existir deste Movimento)

Vamos Inovar (Criar impacto no Movimento VIVE)

Vamos Inovar no movimento VIVE, por Sacha Matias
A Inovação passa por encontrar novas formas de fazer o mesmo.

Quando pensas em Inovar, pensas em que? Em novas invenções? Novas tecnologias? Novas ferramentas? Novos Gadgets?

Está tudo certo e ao mesmo tempo errado. Inovar não é mais que encontrar novas formas de fazer o que sempre fizeste.

Então repara, o ser humano sempre comunicou (e vou fazer um resumo rápido):

  • 1º evoluiu a voz e palavras;
  • Depois articulou as palavras e criou frases com um significado;
  • A Seguir encontrou uma forma de fazer a voz chegar mais longe (sinais de fumo, pombos-correio, escrita, telefone);
  • Entretanto no final do século XX e início do século XXI, com a evolução tecnológica a forma de comunicar chegou mais longe com a evolução dos telemóveis em smarthphones e a evolução e adesão das redes sociais.

Ou seja, se olhares com olhos de ver o Mundo, está tudo inventado, apenas estamos constantemente a inovar o que já se faz e já existe.

Antes de continuar, deixa-me deixar-te com este pensamento chinês:

“A melhor altura para plantar uma árvore foi há 20 anos atrás; a segunda melhor altura é agora!”

Autor Desconhecido

E porque é que te falei deste pensamento? Porque não há melhor altura de inovares o que fazes atualmente. O Mundo nunca mais será o mesmo desde o dia 1 de dezembro de 2019 (altura que se identificou pela primeira vez o COVID-19).

E neste momento, mais de 1% das pessoas a nível mundial, estão em casa em quarentena voluntária profilática. Mas ainda está no início. E estes números vão-se modificar.

E será que estão todos preparados para trabalhar, tomar conta dos filhos, fazer atividades diárias e outras coisas em casa a 100%?

Não quero ser pessimista, mas aposto na resposta que é não (espero estar bem enganado).

E dai falar em Inovação na nova realidade que o Mundo atravessa. Esta inovação passa por casa.

Ou seja, em modo prático é conseguires ancorar (palavra muito utilizada por coaches… Eu vejo-me mais como um consultor) um local da tua casa a ser o teu local de trabalho. Outro local para atividade física. Um local para valorizares as tuas competências (vou falar depois disto no ponto 2 deste artigo). E, por fim, um local para namorares/brincares com os teus filhos/comunicar em família.

E porque é que isto é importante? Porque sei bem o que é trabalhar em casa. Mais grave ainda quando és obrigado e agora tens os teus filhos na escola em casa e precisam do teu apoio e mais as distracções já existentes (telemóveis, netflix, redes sociais, entre outros).

Irei falar, todos os dias, nas midias sociais de formas em inovar em casa, mas deixo-te uma pequena lista de dicas aqui:

  • Faz um Plano de Rotinas de funcionamento do dia: Eu tenho num Flip-Chart, onde criamos e ancoramos o nosso local de trabalho em casa, escrito com duas colunas: Numa os elementos participantes da “empresa” e suas funções (Eu, a minha mulher e os meus dois filhos); Na outra o “horário geral” de funcionamento da “empresa” (com abertura e encerramento 😄);
  • Cada Elemento da “Empresa” cria, dentro do horário geral, as tarefas específicas (produtivas e não produtivas) que tem que fazer no dia (e onde se incluem desde as tarefas do trabalho, as refeições, brincar, não fazer nada e o próprio exercício físico) – e isto, escrito, aumenta exponencialmente a responsabilidade individual;

E será que é suficiente? Em principio não, por isso deixo-te mais umas ideias:

  • Cria um local para trabalhar e só trabalhas assim; P.Exp: eu e os meus dois filhos fizemos o nosso Co-Workplace aqui em casa (já que coworking está na moda agora), “invadimos” a mesa principal da sala, cada um com o seu computador e espaço e, trabalha de acordo com o horário geral;
  • Tem apenas um Local para comer e só comes nesse local;
  • Divide os espaços dentro da casa em social, profissional e pessoal (cada espaço é para aplicar desta forma): p.exp., na sala, em frente ao sofá e no corredor é o nosso local de treino; O sofá é o nosso local privilegiado pessoal e de construção de relação inter-familiar (temos um sofá gigante onde conseguimos inclusive dormir os 4🥰😍); A mesa da sala é o nosso local profissional como te tinha dito uns pontos acima.
Para compreenderes 
como se cria um plano,
vê este artigo aqui
onde falo em maior pormenor:
"Porque é Difícil Atingir Objetivos?"

Atenção, na lista apenas estão recomendações de quem trabalha há mais de 2 anos, 80% do seu tempo (Eu), a partir de casa. Claro que, recomendo por vezes quebrares as regras e fazeres muito diferente. Tens que testar, aplicar e avaliar. Só assim verás se isto serve para ti. Não há fórmulas mágicas.

Agora está na altura de tu experimentares também (ah, e partilha o que tens feito para inovar em casa).

Termino com esta frase que reflete de forma curta e direta o porquê de inovar agora nesta fase:

” A necessidade é a mãe da inovação.”

Platão

Valorizar (valorizar competências, a força do Movimento VIVE)

Valorizar, por Sacha Matias
O teu Futuro pode começar Agora… Aproveita o que já tens e aumenta agora as tuas competências

Valorizar o que? Quem? E como?

Neste caso, é começares a valorizar-te a ti. Nesta altura de crise tens uma oportunidade única: melhorares as tuas Hard Skills e Soft Skills.

Por outras palavras, é melhorares o que tu já sabes fazer, melhorares quem tu és e ainda aprenderes mais umas coisas.

Se antes dizias: “Isso não é para mim”, “É muito complicado eu aprender isso”, “Sempre fui assim”, “Não Tenho Tempo para isso”, “Ah se eu tivesse tempo”, “Esse curso é no meu horário de trabalho”, entre outras, então deixa-me dizer-te: Tens a Oportunidade Perfeita de Deixares essas Frases “Clichés” de Parte. O Universo (leia-se COVID-19) prendou-te com “Todo o Tempo do Mundo!”.

O Universo ouviu tantas vezes o que tu disseste (tu e milhões de pessoas que dizem essas frases diariamente), que decidiu dar-te o que tanto desejas-te: Tempo Disponível. Pelo menos mais do que antes tinhas.

Então está na altura de fazeres por isso.

O que é que eu estou a fazer:

  • A ler todos os livros que não tinha tempo de ler e a aplicar imediatamente o conhecimento apreendido (lia um por mês, em média e agora, numa semana apenas, vou conseguir dobrar esses números;
  • Estou a reativar dois cursos online que tinha pendentes (desenvolvimento pessoal e profissional);
  • Estou a criar, para além do Movimento VIVE, cursos gratuitos online para incluir neste Movimento.

E se eu estivesse no teu lugar, faria exatamente o mesmo. Aumentava as competências e conhecimentos.

E por esta razão vou lançar-te agora o 2º desafio: Espalha com o máximo de pessoas possível que estão a passar pelo mesmo. Partilha nas redes sociais este artigo, manda em mensagem e vai a esta página (carrega neste link) votar no Movimento VIVE (vamos fazer crescer este Movimento à escala global e acredita, sem ti não vou conseguir por muito boa que seja a minha vontade).

E Empreender (encontrar soluções para mais pessoas, a razão de existir deste Movimento)

Empreender no movimento VIVE, por Sacha Matias
Empreender é mais que encontrar um plano B, é encontrar soluções para Não haver Plano B

Alguma vez resolveste algum problema que tinhas de uma forma diferente? E depois descobriste que era simples?

Sabes o que é isso? É Empreender

A maioria das pessoas acham que um Empreendedor é alguém que tem uma empresa, um negócio ou afins. Nada disso. Pode de facto ter isso tudo, mas um empreendedor é alguém que se foca em soluções onde os outros vêm problemas.

Se respondeste de forma positiva a alguma das perguntas que coloquei no inicio deste ponto, então tu também és Empreendedor.

Podes é não assumir isso. Mas vou-te dizer que o ser Empreendedor é fazer ações corajosas para ajudar outros, é fazer algo que poucos estão dispostos a fazer, é ser realmente útil para si e para as pessoas.

E não poderia haver melhor momento para redescobrires o Empreendedor que há em ti, certo? Quando esta crise vai-se alastrar muito mais além do que se prevê?

O Mundo e Eu, acredita no que te vou dizer, precisamos dessa tua capacidade única e o que tu sabes.

E eu sou o criador do Movimento VIVE, é verdade. Mas tu podes ser o verdadeiro Empreendedor do mesmo, podes partilhar o teu conhecimento único com o Mundo, o que tu sabes realmente é único (mesmo que tu não acredites, visto ser algo que já é fácil e simples para ti). O que tu sabes e como sabes é verdadeiramente especial e único.

E sem ti não vai ser mesmo possível chegar a milhares ou milhões de pessoas que precisam deste conhecimento. Nunca fez tanto sentido esta frase: “Juntos Somos Mais Fortes!”.

Solidariedade, por Sacha Matias
É incrível a capacidade de solidariedade do ser-humano.

Em resumo, não sei se é o universo, se é uma entidade superior, não faço ideia… Mas o que sei é que existe aqui uma verdadeira oportunidade de mostrarmos ao Mundo verdadeiramente o que é solidariedade, companheirismo, trabalho em equipa e criar movimentos de boas acções. E este Movimento sei que vem responder a isso.

Por esta razão, quero-te deixar então o 3º desafio, Ajuda-me a ajudar e apoiar outros que vão passar por esta situação.

Como o podes fazer, perguntas tu? Boa, obrigado pela tua disponibilidade. Faz isto então: Fala comigo pelo balão que se encontra no canto direito desta página (Whatsapp ou Messenger) ou adere ao canal do Telegram “Movimento VIVE” (e lá dentro podes aderir ao chat para partilharmos informações e dicas).

Quero concluir esta artigo, que vai mais longo do que previ, com este pensamento de Steve Jobs (se ainda duvidas deste Movimento VIVE):

“Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo – expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar – caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. Não há razão para não seguires o teu coração.

Lembrar que tu vais morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitares a armadilha de pensar que tens algo a perder. Tu já estás nu. Não há razão para não seguires o teu coração.

Steve Jobs

Deixa o teu comentário no final deste artigo.

Tem uma excelente semana, e VIVE

Sacha Matias (SME, Perform Accelerator e Dr.Performance).

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Todos os Artigos

Partilha nas Tuas Redes Sociais (Escolhe um botão)

Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

POWERED BY Sacha Matias 

Dr. Performance © Copyright 2019

Muito Obrigado pela tua Subscrição.

Irás receber E-mails com o remetente: email@drperformancebusiness.com

Se nas próximas 24h não receberes nenhum email, verifica a tua caixa de Spam, promoções e caixote do lixo no gmail (e Spam no hotmail ou live).

Irás receber como oferta no primeiro e-mail o e-book “Está na Altura de Ganhares Tempo”

Vamos-nos vendo por aqui, Sacha Matias

Powered By Sacha Matias